O projeto de lei 726/18 que proíbe o fornecimento de canudos plásticos em bares e restaurantes de Jampa está nas mãos dos vereadores. Vamos aproveitar que o tema está em alta e convencê-los a aprovar!








Envie sua mensagem de apoio aos vereadores!

Who will you press? (27 targets)
pessoas agindo pelo fim dos canudos plásticos em Jampa
JOÃO PESSOA ESTÁ A UM PASSO
DE BANIR OS CANUDOS DE PLÁSTICO

Os vereadores de JP têm em mãos um projeto que pode acabar com o uso dos canudos plásticos na cidade. O Projeto de Lei (PL) 726/18, criado pelo vereador Tanilson Soares (PSB), propõe a proibição do fornecimento de canudos plásticos por restaurantes, bares, lanchonetes e similares do município de João Pessoa.
E qual o problema com os canudinhos plásticos? O plástico é um mega vilão do meio ambiente. Pra você ter ideia: mais de 90% do lixo flutuante nos oceanos é plástico; leva mais de um século para se decompor; e milhares de animais morrem por ingestão dele. O canudo plástico é um item dispensável e sua proibição é o primeiro passo para redução do consumo de plásticos em geral.
O Rio de Janeiro já aboliu os canudos plásticos e várias cidades brasileiras estão pautando esse tema, que ganhou relevância em todo o mundo. Na Paraíba, Cabedelo e Conde já aprovaram medidas similares. E aqui em João Pessoa, o PL já passou por 2 Comissões Permanentes e está pronto para ser votado, graças a pressão de milhares de pessoenses!
Agora, vamos exigir dos vereadores a votação e aprovação do PL em plenário! Precisamos ser rápidos, pois quanto mais tempo o projeto demorar para ser votado, mais pressão ele sofrerá da indústria do plástico. Preencha o formulário ao lado e ajude Jampa a surfar nessa onda sustentável.



Na ECO-92, João Pessoa ficou conhecida como a 2ª capital mais verde do mundo, e até hoje o título é orgulho para todos os pessoenses. Nosso litoral, especialmente a praia do Bessa, é local comum de nascimento de tartarugas. Mas, todo esse ecossistema fica ameaçado com a poluição e descarte indevido de materiais plásticos.

Estima-se que os canudos representem 4% do lixo mundial. Infelizmente não contamos com um vasto material que levante dados sobre o uso de canudos no Brasil, mas em países como os Estados Unidos, por exemplo, são usados meio bilhão de canudos por dia. Com essa quantidade, seria possível empilhar canudos a ponto de darmos
duas voltas e meia no planeta em um período de 24 horas.


Cientes da importância deste assunto, a redução no uso
de plásticos vem ganhando cada vez mais espaço nas agendas políticas. Atualmente, mais de dez países ao redor do mundo já aprovaram projetos de leis que combatem o uso de plásticos. Índia, Bélgica e Noruega são alguns dos exemplos, além dos latino-americanos Uruguai, Costa Rica e Panamá.

No dia 28 de maio, a União Europeia se posicionou favoravelmente ao fim da fabricação de copos, canudos e embalagens plásticas. A França, por exemplo, aprovou, em julho de 2017, uma lei que proibirá a venda de talheres, copos e plásticos descartáveis que não sejam biodegradáveis até o ano de 2020.

No dia 18 de julho, o Rio de Janeiro tornou-se a primeira capital do país a banir os canudinhos de plástico! \o/




POR QUE ENTRAMOS NESSA?
Essa não é a primeira vez que lançamos uma mobilização sobre meio ambiente. Na nossa primeira campanha, conseguimos prorrogar a licitação das obras na Barreira do Cabo Branco, estimadas em R$ 80 milhões e sem o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA). No começo do ano, mais de 4 mil pessoas assinaram nossa petição cobrando a responsabilização da CAGEPA pelo vazamento dos 40 mil litros de soda cáustica no Rio Gramame, o principal rio de JP.
Agora, queremos o fim dos canudos plásticos, porque entendemos que quando o assunto é meio ambiente, é o nosso futuro que está em risco.





QUEM TÁ JUNTO?

Não estamos sós! Passamos o mês de agosto articulando com vereadores para aprovarem o PL, além de ONG’s, estudantes e professores do IFPB e UFPB, e empresários que adotaram essa prática em seus estabelecimentos.
Isso tudo para termos uma #JampaSemPlástico!